Fábio, ídolo do Cruzeiro: clube negocia para impedir que Globo desconte verba de TV de 2020 do time mineiro (Divulgação/Globo)

Rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro e com dívidas estimadas em mais de R$ 800 milhões, o Cruzeiro está renegociando dívidas que tem com a Globo em relação aos adiantamentos de cotas de TV feitos pela ex-presidente Wagner Pires de Sá até o ano de 2022. O clube quer impedir o bloqueio pela Globo de recebimentos referentes as cotas de TV deste ano de 2020 e adiar o pagamento da dívida para 2021, quando espera voltar para a Série A.

Segundo apurou o Observatório da Televisão, conversas começaram a ocorrer nesta semana entre a gestão financeira do clube e a Globo. O argumento do Cruzeiro é que, com a verba de TV bem mais baixa, só tem duas opções: ou paga a emissora ou toca sua vida em 2020. A informação é de que a Globo adiantou R$ 70 milhões em dinheiro de direitos de transmissão para o clube azul de Minas Gerais.

O clube diz que irá voltar para a Série A em 2021 e com mais dinheiro disponibilizado, pagará a Globo tudo o que foi adiantado e prometido com calma. A ideia é que o clube receba apenas o dinheiro oriundo das assinaturas do Premiere feitas por torcedores do clube e não aceite o contrato rateado da CBF pelos clubes da Série B, no valor de cerca de R$ 8 milhões.

Apenas com o pay-per-view este ano, o Cruzeiro deve receber cifras na casa dos R$ 30 milhões, que serão descontadas pela Globo para o pagamento de dívidas, caso não se chegue a um acordo. O Cruzeiro aposta em algo parecido com o que ocorreu com o Sport Recife no ano passado.

Cruzeiro confirma que está renegociando dívidas com a Globo

Após cair para a segunda divisão em 2019, o clube pernambucano negociou uma dívida com a Globo de R$ 21 milhões em adiantamento de cota de TV para pagar apenas em 2020, quando acreditava subir novamente. O acordo foi aceito e o Sport vai começar a pagar sua dívida com a emissora ainda neste início de ano.

Pesa contra o Cruzeiro o tamanho de seu rombo financeiro. As dívidas estão estimadas em R$ 800 milhões. Para este ano, ainda não existe uma projeção de quanto o clube vai conseguir arrecadar. Mas clubes da Série B só conseguem, no máximo, atingir arrecadação de R$ 50 milhões ao ano.

Procurado oficialmente pelo Observatório da Televisão, o Cruzeiro confirmou, sem dar maiores detalhes, que está tentando renegociar dívidas com a Globo. “A Globo é uma antiga parceira do Cruzeiro. As tratativas com o núcleo gestor do clube estão ocorrendo, mas neste momento não é possível dar detalhes”, afirmou o clube em comunicado. Já a Globo, também procurada, afirmou apenas que a emissora “não comenta detalhes da relação contratual com os clubes”.