Danilo Gentili e Fábio Porchat no Programa do Porchat
Danilo Gentili e Fábio Porchat no Programa do Porchat (Reprodução)

Danilo Gentili foi novamente entrevistado pelo apresentador Fábio Porchat, que acabou questionando o humorista sobre temas polêmicos, como o show Politicamente Incorreto, onde Danilo faz piadas criticando políticos. “Eu já sabia que iria apanhar e já sabia de quem eu iria apanhar. Eu fiz o show falando de todos e é sempre esses que não pode falar. Se você pegar meu programa, sempre fiz ao longo desses anos piada do Bolsonaro, do PT, do PSOL, do Daciolo e quem deu problema, processo, é o PT e o PSOL”, afirmou.

Leia também: Domingo Legal: Danilo Gentili e Wanessa montam times para brincar no Passa ou Repassa

Porchat ainda perguntou se Danilo não tem medo de entrar no assunto política, afinal poderia atrapalhar o humor de certa forma. “Eu acho que não. Acho que pode atrapalhar ser anormal você dar sua opinião seja ela qual for, isso é um problema. Se você dá sua opinião e isso gera um problema, isso que atrapalha a comédia. Acho que é normal! As pessoas têm que dar a opinião”, concluiu Gentili.

Danilo Gentili defende Silvio Santos e causa polêmica com postagem envolvendo Claudia Leitte

Nesta segunda-feira (12), Danilo Gentili resolveu se pronunciar após toda a polêmica envolvendo Silvio Santos, que declarou no último sábado (10), durante o Teleton, que não daria um abraço em Claudia Leitte para não ficar “excitado”.

“Creio que homens e mulheres são iguais. Sempre que vou no Silvio ele me zoa. Já zuou minha sexualidade. Chamou meu trabalho de porcaria, me chamou de burro, de viado, de picareta. Eu dou é risada. Se eu tenho capacidade e segurança de entender zoeira, porque uma mulher não teria? Ué?”, indagou o comediante no Twitter.

O apresentador do The Noite ainda aproveitou para compartilhar um trecho do The Voice Brasil no qual Claudia, que era na ocasião jurada do programa, pedia para um dos competidores sentar em seu colo. “Politicamente correto nunca é sobre o que se fala e sempre sobre quem fala”, avaliou Gentili.