Imagem do curta-metragem IAN, uma história que vai nos mobilizar (Foto: Divulgação)

A Nickelodeon se une aos principais canais de televisão infantis para uma iniciativa pela inclusão e solidariedade. A ação foi promovida pelas Nações Unidas em homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência – comemorado em 03 de dezembro.

Veja também: Leda Nagle, avó de Zoe, destaca ansiedade para a chegada da filha de Sabrina Sato

Pela primeira vez, a indústria televisiva vai transmitir, sem qualquer exclusividade, o curta-metragem IAN: uma história que vai nos mobilizar. A animação é uma história memorável sobre a formação de crianças sensíveis, solidárias e livres de preconceitos.

A estreia em toda a América Latina será na sexta-feira (30), às 20h, no horário de Brasília. Dentre os canais participantes estão: NickelodeonBoomerang, Cartoon Network, Discovery Kids, Disney (Disney Channel, Disney Junior, Disney XD), PakaPaka e YouTube Kids.

Da realidade à ficção

O curta-metragem é uma animação baseada na história real de Ian. Com 10 anos de idade, o menino quer conquistar o mundo através de uma mensagem de amor.

Ajudado pela sua mãe Sheila e a presidente da Fundação IAN, ele busca cumprir esse desejo transformando a dor em ação. A missão é derrubar as barreiras de isolamento que sofrem as pessoas – especialmente crianças com deficiência.

Dessa forma, Sheila se aproximou da MundoLoco CGI. A produtora acabou colocando em imagens os sentimentos profundos por trás da história de Ian.

O curta procura influenciar positivamente o modo de se relacionar com as pessoas portadoras de deficiências especiais. Valorizando as diferenças, respeitando, lutando e construindo uma sociedade mais inclusiva e solidária.

Desta forma, é possível aumentar o poder das histórias como elementos-chave para a mudança cultural e a evolução da sociedade. A animação foi criada por Gastón Gorali, produzido por Juan José Campanella e dirigido por Abel Goldfarb.

O desenho traz uma proposta de alta qualidade estética, realizada com uma combinação de Animação 3D e Stop Motion. Além disso, possui modelos reais feitos com materiais recicláveis e tecnologia digital de última geração.

A produção não usa diálogos para expressar os sentimentos das crianças, o que torna ainda mais inclusivo para todas as pessoas.  Independentemente do idioma, raça, cor ou bandeira, todos são capazes de entender a mensagem de amor transmitida.

O curta-metragem no Oscar 2019

IAN, uma história que vai nos mobilizar despertou interesse da Câmara dos Deputados da Nação. No momento, a história está concorrendo para ser nomeada ao Oscar 2019.

Além disso, já recebeu numerosas indicações, dentre as quais se destacam: Los Angeles Short Films Festival, com o prêmio Mejor Animación; e Best Animation no Delhi Shorts International Film Festival, na Índia.

Sobre a Fundação IAN

A Fundação tem como objetivo melhorar a qualidade de vida das pessoas com doenças neurológicas e motoras. Além de trazer ao país métodos inovadores de tratamento, treinamento da comunidade terapêutica e busca de cobertura correspondente em cada caso.

A Fundação IAN busca impactar a sociedade para que possa contar com ferramentas que permitem incluir pessoas que possuem habilidades diferentes. O objetivo é que toda criança em idade escolar tenha contato com a deficiência. Podendo, assim, ser uma parte ativa na construção de um mundo mais inclusivo.