Carol Fazu
Carol Fazu (Divulgação/Globo)

Segundo Sol, trama de João Emanuel Carneiro é o primeiro trabalho da brasiliense Carol Fazu. Na trama, ela dá vida à Selma, uma mulher junto com a parceira Maura (Nanda Costa), decidiu ter um filho através de uma inseminação artificial. Na história, o doador de sêmen para que o sonho do casal pudesse tornar-se real, foi Ionan (Armando Babaioff), que integra atualmente um triângulo amoroso com Maura.

A atriz contou em entrevista ao Jornal Extra que experimentou parte do preconceito contra os LGBT ao ser questionada por telespectadores da novela nas ruas: “Já ouvi nas ruas: ‘Nossa, por que uma atriz tão bonita está fazendo esta personagem?’. É horrível imaginar que alguém realmente faça associações assim. Depois de passar por isso, tive uma noção mais próxima do que é o preconceito. Porque a verdade é que, se a pessoa não é homossexual, não vai viver o preconceito da maneira que o homossexual sofre”.

Leia também: Paula Fernandes exibe corpão em cima de prancha no mar: “Surfe”

“Sei que a sociedade LGBT não gosta da ideia de Maura se apaixonar por um homem”, relatou sem grande aprofundamento a polêmica instaurada pelo autor da trama. Em Segundo Sol, Maura, uma lésbica assumida, acabou se envolvendo e apaixonando-se pelo colega de profissão, Ionan.  Carol Fazu contou ainda que foi chamada para o folhetim após os diretores assistirem ao musical em que ela interpretava a cantora Janis Joplin no palco.

“É importante para o ator entender o que ele pode entregar artisticamente. Eu já tinha feito comerciais, filmes, mas queria realizar um projeto que fosse singular, pessoal, diferente. Preenchi um edital com as minhas próprias mãos e consegui os patrocínios. Deu um gás diferente chegar para propor o trabalho à equipe tendo alcançado esta etapa”, disse sobre o espetáculo.